SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS

Sinopses anteriores:

27 de março de 2015

O Globo


Manchete : PF desvenda fraude fiscal de R$ 19 bi

Empresa de Jorge Gerdau, Banco Safra e ex-secretário da Receita são investigados

Companhias pagavam propina a conselheiros de órgão do Ministério da Fazenda que julga recursos contra multas

A PF iniciou a operação Zelotes para desarticular uma organização suspeita de fraudar decisões em órgão da Fazenda que julga recursos a multas aplicadas pela Receita Federal. Os desvios podem chegar a R$ 19 bilhões. Os envolvidos pagavam propina para que as multas fossem reduzidas ou eliminadas. Entre os investigados estão uma das empresas de Jorge Gerdau, o Banco Safra e o ex-secretário da Receita Otacílio Cartaxo, além de Francisco Maurício Rebelo de Albuquerque Silva, pai do deputado Eduardo da Fonte (PP -PE), líder do PP , investigado pela Lava-Jato. (Pág. 19)

Presidente do BNDES assume Conselho da Petrobras

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, vai ocupar a presidência do Conselho de Administração da Petrobras pelo menos até 29 de abril, quando a empresa espera já ter conseguido publicar seu balanço financeiro auditado. Os conselheiros da estatal, que se reuniram ontem, não chegaram a um consenso sobre como informar no balanço as perdas com a corrupção. (Pág. 22)

Graça Foster se diz envergonhada por propina (Pág. 4)


Renda tem maior queda em 10 anos

A taxa de desemprego nas seis maiores regiões metropolitanas do país subiu para 5,9% em fevereiro, contra 5,1% no mesmo mês do ano passado, com corte de vagas na indústria e também no setor de serviços. A piora no emprego e o avanço da inflação fizeram a renda dos trabalhadores cair 0,5% no mês passado, a maior perda em quase 10 anos. E o Banco Central traçou um cenário mais pessimista para este ano. O relatório de inflação do BC prevê alta de 7,9% para os preços e queda de 0,5% no PIB. (Pág. 23)

Dívida do Rio é de R$ 2,9 bi

Valor se refere a débitos do estado com fornecedores, prestadores de serviço e obras já realizadas. (Pág. 11)

As provas das delações

Documentos, imagens, grampos telefônicos e comprovantes de contas no exterior confirmam declarações dos delatores da Lava-Jato. (Pág. 3)

O tesouro de Duque

Caixas de canetas Montblanc e joias estavam no esconderijo de Renato Duque, revela ANTONIO WERNECK. (Pág. 4)

Unimed-Rio ficará sob intervenção da ANS

A ANS fará uma “direção fiscal” na Unimed-Rio, que atende 1,1 milhão de clientes. Segundo analistas, trata-se de uma intervenção. A ANS afirma que a ação se justifica devido a “anormalidades econômico financeiras graves”. As contas da operadora serão acompanhadas por um ano, e o atendimento aos clientes, mantido. (Pág. 21)

Remédios vão subir até 7,7%

Os medicamentos com preços controlados pelo governo terão reajustes entre 5% e 7,7% a partir de terça-feira. (Pág. 21)

Maioridade penal gera conflito

A discussão sobre a redução da maioridade penal leva grupos de pressão à Câmara. Em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça, o projeto rende bate-boca e desentendimentos há três dias. (Pág. 9)

Companhias mudam regra sobre cabine

Após o promotor que investiga a queda do Airbus A320 da Germanwings revelar que o copiloto alemão Andreas Lubitz se recusou a abrir a porta da cabine para o piloto e fez a aeronave cair deliberadamente nos Alpes, três companhias aéreas europeias anunciaram que exigi rã o que sempre haja duas pessoas na cabine, mesmo quando um dos pilotos sair. Em 2009, Lubitz passara por tratamento contra depressão. (Págs. 26 e 27)

Ilimar Franco

Lula e o ajuste

O ex- presidente Lula apoia e trabalha para aprovar o ajuste da presidente Dilma. Sua posição é pública desde 6 de fevereiro, na festa dos 35 anos do PT. Lá, ele disse: “A companheira Dilma teve de tomar algumas medidas que eram necessárias. De vez em quando, a gente tem que parar, tomar fôlego e seguir na caminhada. Faça o que tiver que fazer”. E lembrou “medidas duras e amargas” que adotou na Presidência em 2003. (Pág. 2)


Merval Pereira

Sinais do PMDB

Se a divulgação hoje do PIB de 2014 pelo IBGE confirmar que já no ano da eleição tivemos resultado negativo, ou próximo da estagnação, aumentará a certeza do PMDB de que é melhor garantir um lugar no escaler do Titanic do que permanecer na suíte master, na feliz definição do senador Romero Jucá, um especialista em governos, o líder de todos os mais recentes, que votou em Aécio Neves e está de saída da coligação governista, assim como boa parte do seu partido. (Pág. 4)

Míriam Leitão

Corrupção tem cura

A Operação Lava-Jato indignou, mas não transformou, até agora. Para transformar, é preciso começar a mudar as leis e a cultura do país. Isso é o que pensa o coordenador da força-tarefa da Operação Lava-Jato, Deltan Dallagnol. Ele disse que a corrupção é um “esquema sombrio que corrói as entranhas da República”, mas tem cura e outros países já provaram isso. (Pág. 20)

Editorial

A perigosa descoordenação política do governo

Não se compreende que, às portas de votações do ajuste fiscal no Congresso, o Planalto patrocine manobras contra o PMDB, partido vital para aprovar as medidas (Pág. 16)

------------------------------------------------------------------------------------

Zero Hora


Manchete : Operação Lava-Jato - Setor elétrico é investigado, diz procurador

Há indicativos de cartel em obras federais de energia, nos mesmos moldes do esquema de propina da Petrobras. (Notícias | 14 e 15)

PF investiga fraude de R$ 19 bilhões

Quadrilha cobrava propina para reduzir multas da Receita. (Notícias |28)

BC admite que inflação vai superar meta

Projeção para 2015 é de 7,9%, quando limite era de 6,5%. (Notícias | 30)

------------------------------------------------------------------------------------

Brasil Econômico


Manchete : BC admite inflação acima da meta e retração de 0,5%

O Banco Central está se aproximando das projeções pessimistas do mercado financeiro para 2015. Diante do aprofundamento da debilidade econômica, o relatório trimestral de inflação do BC avalia como alta a probabilidade de o PIB retrair-se por dois anos consecutivos, em 2014 e 2015. A perspectiva é de novo aumento da taxa de juros para tentar conter a inflação, que, mesmo assim, só voltaria ao centro da meta no fim de 2016. (Pág. 5)

Operação contra maior fraude fiscal

Lançada na quinta-feira, a Operação Zelotes investiga a manipulação de julgamentos de processos junto ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). As ações correram desde 2005, com valores que somam R$ 19 bilhões. (Pág. 7)

Desemprego sobe para 5,9% e renda cai

Pelo segundo mês seguido, a taxa de desemprego medida pelo IBGE avançou, ficando em 5,9% em fevereiro, contra 5,3% de janeiro. Já o rendimento médio real habitual da população ocupada caiu 1,4% no mesmo período. (Pág. 4)

Em CPI, Graça Foster admite ter falhado como gestora

Em depoimento que durou sete horas, ex-presidente da Petrobras afirmou ter ficado surpresa com a confirmação da existência de esquema de corrupção na estatal e envergonhada por não ter tido conhecimento dos fatos. (Pág. 3)

Marta reúne Renan e Cunha para demonstrar força política

Em evento sobre mulheres, a senadora paulista recebeu representantes de diversos partidos, menos do PT. (Pág. 16)

Olhar do Planalto

José Negreiros

ALTA ANSIEDADE

É possível que a semana santa promova um freio de arrumação no litígio Planalto-Congresso a respeito do ajuste fiscal. Nos últimos dias, a forte descarga de tensão transmitida ao relacionamento entre os dois poderes chegou ao seu nível máximo. (Pág. 2)

Sintonia Fina

Julio Gomes de Almeida

O QUE SERÁ DO EMPREGO?

Foram dois os fatores que retardaram o quadro de adversidade do emprego, que agora parece estar totalmente explicitado. (Pág. 6)

O mercado como ele é...

Luiz Sérgio Guimarães

COPOM AVISA: FIM ESTÁ PRÓXIMO

De novo na contramão do dólar, que caiu, os juros subiram ontem no mercado futuro da BM&F. A justificativa foi acompanhar uma alta dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano desnaturada por declaração esdrúxula feita por um falcão do Federal Reserve (Fed). (Pág. 22)

Ponto Final

Octávio Costa

DEIXAI TODA A ESPERANÇA

O relatório trimestral de inflação do Banco Central, divulgado na quinta-feira, veio confirmar o que já se sabia há algum tempo: o mês de abril ainda não começou, mas 2015 é um ano perdido para a economia brasileira. (Pág. 40)

------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo


Manchete : PMDB quer fixar prazo para Dilma indicar ministro do STF

Propostas passam ao Congresso prerrogativas presidenciais como a nomeação de chefes de agências

Principal aliado de Dilma, o PMDB apoia proposta de emenda à Constituição com prazo para o presidente indicar ministros do STF. Se não o fizer, a prerrogativa passa ao Senado, informam V era Magalhães e Paulo Gama. Indicações a cargos no Judiciário, no Ministério Público e em agências reguladoras são direitos presidenciais. A nova demonstração de força tem a simpatia de senadores e de Eduardo Cunha, presidente da Câmara. Peemedebistas encapam emenda de Blairo Maggi (PR-MT) que dá 90 dias para nomeações ao STF. O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, vai propor o mesmo prazo para novos diretores de órgãos regulatórios. Para o vice-presidente Michel Temer (PMDB), a pretensão do Congresso pode ferir a independência dos Poderes. Os apoiadores discordam e argumentam que Dilma é quem interfere no Judiciário ao deixar “um vácuo”. A cadeira de Joaquim Barbosa está vaga há oito meses. O limite de tempo agrada a ministros do Supremo, como Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes, que cita a participação do Judiciário alemão em nomeações. (Poder a4)

PF faz operação contra desvios de R$ 6 bi da Receita Federal

A Polícia Federal realizou operação contra três quadrilhas suspeitas de operar dentro de órgão do Ministério da Fazenda e causar prejuízo de ao menos R$ 6 bilhões aos cofres públicos. As quadrilhas buscavam anular ou atenuar pagamentos cobrados pela Receita de empresas que cometeram infrações tributárias. Os nomes das companhias não foram divulgados. (Mercado B1)

Luciano Coutinho assume conselho da Petrobras

O economista Luciano Coutinho, que preside o BNDES, assumiu a presidência do conselho de administração da Petrobras, substituindo Guido Mantega. Coutinho terá mandato tampão até a próxima assembleia, marcada para o final de abril. Murilo Ferreira, da Vale, ainda é cotado. (Mercado B14)

Mensalão tucano fica 1 ano parado; caso está sem juiz

Um ano depois de o STF decidir enviar para a primeira instância o processo do mensalão mineiro contra o ex- governador Eduardo Azeredo (PSDB), nada foi feito. Não houve o julgamento, e a ação está sem juiz, pois a titular se aposentou em janeiro. (Poder a10)

Rendimento do trabalhador tem a primeira queda em mais de três anos (Mercado B4)


Carlos Pereira

Impeachment de um presidente não enfraquece o país

O efeito do impeachment sobre governança, democracia e economia não leva a crises debilitantes e gera reequilíbrios na política. (opinião a3)

Editoriais

Leia “Alívio nos roubos”, a respeito de dados sobre a violência no Estado de São Paulo, e “A guerra fria do islã”, acerca de acirramento do conflito no Iêmen. (Opinião A2)

------------------------------------------------------------------------------------